Por que é importante que Médicos tenham uma boa contabilidade?

Por que é importante que Médicos tenham uma boa contabilidade?

Seja um médico que atua como profissional liberal ou uma empresa de saúde composta por muitos profissionais, independentemente do porte ou características, o que ambos têm em comum é a necessidade de contar com uma boa contabilidade.

Quando ouvimos a palavra contabilidade, o primeiro pensamento que vem à mente é a burocracia e a necessidade de cumprir as atividades obrigatórias. No entanto, o que poucos percebem é que a contabilidade vai muito além de cumprir o que a legislação impõe. Ela serve de base para uma boa gestão dos recursos.

É claro que os médicos devem andar “como manda o figurino”, a fim de obedecer e cumprir as normas. Contudo, devem estar atentos ao mercado e entender que a contabilidade é uma poderosa aliada do seu negócio.

Quer saber mais como tudo isso funciona? Deseja conhecer a importância de uma boa contabilidade para os médicos? Então, continue lendo este artigo e entenda mais sobre essa área!

A formalização do negócio

A vida de um profissional de saúde já é bastante agitada por natureza, não é mesmo? As suas atividades do dia a dia consomem muito tempo e fazem com que o médico como profissional liberal, ou a empresa de saúde, não tenha muita disponibilidade para agilizar os primeiros passos do empreendimento. Ou seja, a formalização do negócio.

Nesse momento, entra em cena os profissionais da contabilidade para descomplicar a vida do profissional de saúde. Serão realizados todos os processos para formalização do negócio e a orientação do médico quanto aos pontos mais importantes, como por exemplo, a escolha do regime tributário. Nesse processo, a contabilidade age com um foco consultivo e de planejamento para analisar as metas e objetivos desse profissional de saúde e, com base nessas informações, escolher o melhor regime (Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real).

Outro ponto muito importante que a contabilidade desenvolve na formalização do negócio é o estudo do patrimônio inicial do empreendimento, classificando-o de acordo com a sua natureza. Em seguida, disponibiliza os principais relatórios que permitirão ao profissional de saúde acompanhar desde o início como estão sendo empregados os recursos destinados ao negócio.

Mas você que é médico não precisa se preocupar ou pensar que a gestão de patrimônio é algo complexo. Pois, além de ter o apoio dos profissionais de contabilidade que o acompanharão durante essa trajetória você perceberá que esses demonstrativos são intuitivos e de fácil compreensão.

Gestão tributária eficiente

carga tributária no Brasil não é fácil para ninguém e nem os médicos escapam da “mordida do leão”. Para minimizar os efeitos financeiros da alta carga de impostos, é fundamental que os médicos e empresas de saúde percebam a importância da contabilidade como suporte na gestão tributária eficiente.

Se um Médico opta por trabalhar como profissional liberal, deverá recolher o Imposto de Renda como Pessoa Física, podendo chegar a uma alíquota de até 27,5% sobre o faturamento anual. Além disso, ele precisa recolher mensalmente o imposto devido no Carnê Leão. Nessa abordagem, é permitido o abatimento de apenas algumas despesas.

Nessa momento, a contabilidade pode e deve orientar o Médico, de acordo com as metas e objetivos, conforme citamos no início do artigo. Ou seja, é melhor que o profissional migre para uma tributação como Pessoa Jurídica. Isso não significa que o médico deixará de ter a obrigação de pagar tributos sobre o faturamento, no entanto, as alíquotas praticadas serão bem menores do que no primeiro caso, além de ter a vantagem de poder abater todas as despesas que são relacionadas à operação do negócio. Cabe à contabilidade estudar e orientar qual opção é a mais indicada para o médico de acordo com o atual e futuro cenário da atividade econômica exercida pelo profissional.

Acompanhamento da evolução do patrimônio

Embora seja um serviço essencial de toda uma sociedade, as atividades de um médico no mercado privado ou de uma empresa de saúde são iguais a qualquer outro empreendimento. Isto é, precisa obter lucro e aumentar a sua participação do mercado.

No entanto, gerar lucros e crescer no mercado em que atua são apenas os resultados da evolução do patrimônio do negócio, devendo ser acompanhado de perto com os indicadores de desempenho apropriados. Mas quem será capaz de mensurar essa evolução? A resposta é a que você deve estar imaginando: a contabilidade.

Embora muitos pensem que a contabilidade cuida apenas das atividades burocráticas, na verdade, ela possui várias funções. Além de organizar a contabilidade tem a função de analisar e gerir o patrimônio do empreendimento, acompanhando a sua evolução e orientando o médico para a tomada de decisão efetiva em relação ao bom uso dos recursos físicos, financeiros e humanos.

A contabilidade vai ajudar o médico ou a empresa de saúde a implementar e acompanhar o fluxo de caixa, uma ferramenta essencial para identificar a NGC (Necessidade de Capital de Giro). Dessa forma, o suporte que a contabilidade proporciona ao médico garante um ambiente propício ao planejamento, com foco no crescimento do patrimônio do profissional ou da empresa de saúde.

De olho na formação dos preços

Um médico é um prestador de serviços e, em muitos casos, utiliza insumos para realizar procedimentos, além de ter os seus custos fixos que incidem todo mês. Isso acaba esbarrando em um tema que muitos temem: a margem de contribuição.

Embora o nome possa parecer um “bicho de sete cabeças” o seu conceito é simples. A margem de contribuição também é conhecida como ganho bruto. Ou seja, é um indicador financeiro capaz de dizer se a receita (faturamento) é suficiente para pagar os custos e as despesas fixas.

Suporte para o profissional da saúde

Como já dissemos, a vida de um médico é muito agitada e seu foco maior se concentra em seus pacientes, o que torna difícil mensurar e acompanhar a sua margem de contribuição e a devida formação dos preços praticados em seu consultório. E é justamente nesse momento que a contabilidade entra em cena, ajudando o profissional a acompanhar os seus custos, a movimentação financeira, a melhor negociação com os fornecedores, para que assim, possa precificar os serviços prestados de maneira a cobrir os gastos e obter lucro.

Esse suporte da contabilidade gera um ambiente com a relação do tipo “ganha-ganha”. Isto porque o médico passa a ter uma política de preços que cubram os seus custos e gere lucros e os pacientes também se beneficiarão com uma cobrança justa e o acesso a serviços de qualidade.

Percebeu como a contabilidade também é muito importante para os médicos? Essa assessoria vai além do cumprimento das obrigações legais, mas age como um órgão consultivo para o profissional da saúde no alcançar dos seus objetivos.

 

Você que é médico profissional liberal ou empresa de saúde está precisando de uma assessoria contábil de excelência? A ContaDr tem as soluções ideais e profissionais especialistas que ajudarão o seu negócio! Entre em contato conosco agora mesmo pelo nosso site ou, se preferir, converse com um dos nossos consultores pelos telefones (31) 97187-9898 e (31) 3110-4974.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *